quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

E novamente acabamos falando sobre bondage!

Para os amantes de bondage, para aqueles que gostaram dos nossos contos sobre o tema, e principalmente para os fãs que curtiram a série de contos, intitulada: "Outro Conto sobre Bondage" que é divido em 5 partes:

http://casalbondage.blogspot.com.br/2012/11/outro-conto-sobre-bondage.html
http://casalbondage.blogspot.com.br/2013/08/outro-conto-sobre-bondage-2-parte.html
http://casalbondage.blogspot.com.br/2013/09/outro-conto-sobre-bondage-3-parte.html
http://casalbondage.blogspot.com.br/2013/10/outro-conto-sobre-bondage-4-parte.html
http://casalbondage.blogspot.com.br/2013/10/outro-conto-sobre-bondage-5-parte-final.html

temos novidades, haverá uma nova história, só que desta vez essa história será vivida, através de um roteiro, por mim "P." e "S.", no estilo RolePlay.

Para aqueles que não conhecem a série "Outro Conto de Bondage", esta série é focada em Huntress, uma mulher dominadora que tem fixação por controle e bondage extremo, ela é sádica no melhor estilo vilã de histórias em quadrinhos. São contos de ficção, sobre bondage, fantasias de rapto ou sequestro e dominação forçada. E vale lembrar que os contos não são eróticos no sentido convencional, mas histórias de sequestro e suspense.

Eu e "S." temos conversado e estamos preparando uma cena que será realizada ou encenada em breve, neste jogo de bondage "S." será Huntress e eu serei sua vítima. O jogo segue um roteiro básico e uma série de regras, no entanto, todos os acontecimentos serão reais, seguindo a mesma linha dos contos já tradicionais de Huntress.

Basicamente a premissa principal é:  "S." terá controle absoluto no decorrer da ação, com todos os poderes para controlar a intensidade e duração da história. Interpretando Huntress foi concedida autorização clara e específica para "P." ser controlado, contido e subjugado de forma total e irrestrita. Huntress poderá mante-lo sob bondage severo por quando tempo achar necessário, sem limites. Estando autorizado o uso de todos os meios necessários para manter "P." imobilizado e silenciado, sem direito a arrependimento: Privação total de sentidos, uso de dispositivos de bondage, aplicação de punições e castigos, uso de dominação e controle psicológico e por fim, até controle de respiração. Ou seja, eu dei consentimento para que "Huntress" continue a cena até o final, mesmo que contra a minha vontade. A psicologia segue a mesma linha lógica dos outros contos.

O Início: Eu "P.", serei mumificado em privação total de sentidos por "S." tudo consensual, quando tudo estiver pronto e finalizado, e somente após minha concordância final, sem direito a arrependimento, "S" sai da sala e Huntress (interpretada por "S") entra em cena e o conto propriamente dito começa.

"S." estará vestida perfeitamente a caráter. Prometo muitas fotos. E tudo o mais que acontecer durante o jogo será real, seguindo um roteiro básico que será conduzido por "S.", será como viver um conto ou uma fantasia.

Todo o roteiro básico da história está montado e é de meu conhecimento, Huntress tem poderes suficientes para fazer curvas ou contornos na história, mas posso garantir de antemão que será muito intenso, algumas partes inclusive foram escritas por mim sob forte excitação, por isso confesso ter um pouco de medo de como tudo irá funcionar na prática. Estou disposto a arriscar.

Prometo escrever um belo relato na forma de um conto.




2 comentários:

  1. Parabéns,mas quando existe confiança todo limite pode ser quebrado,boa sorte e esperamos notícias,provavelmente de S.rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para brincar dessa forma, com certeza deve haver muita confiança, afinidade e conhecimento mútuo. Infelizmente ainda falta tempo para conseguir montar tudo. Que bom que está curtindo o blog.
      sds, "P." e "S.".

      Excluir