quarta-feira, 11 de outubro de 2017

"Mummycouple"

Bom, mas o que seria "mummycouple"?  Em tradução literal significaria algo como "casalmúmia", bom desculpe minha falta de habilidade no inglês... mummycouple é o nick de um casal de Brasília que pratica bondage "de alto impacto" rsrsrsrs... é praticante de hard bondage e mumificação.

Pessoas muito educadas e queridas que acompanham nosso humilde blog e nos contataram pelo perfil do Fetlife, confesso que fiquei muito muito feliz pelos elogios, bem como, por poder conversar sobre o amado fetiche chamado bondage.

É tão bom poder falar com alguém dizendo que você  gostaria de "ser mumificado dos pés a cabeça e abandonado dentro de um porta-malas de carro!" e ouvir a resposta "eu também!!!!" ao invés de "meu deus você é louco!!!"...

Bom dito isto, nós conversamos e achei tão legal que pedi se podia fazer um post no blog sobre isso, o que fui prontamente atendido, desta forma, bolei uma série de perguntas para deixar a coisa mais interessante, portanto, conheçam um pouco mais de "mummycouple":

---------------------------------------------------------------------------------------

Primeiramente, obrigado por responder as perguntas para o blog.

1. "mummycouple" de onde veio o nick? qual a idade de vocês? e de onde são?

R: O nome significa casal múmia e está relacionado a principal corrente que seguimos dentro do bondage, a mumificação, sendo que ela gosta de mumificar e ele gosta de ser mumificado. Somos de Brasília-DF

2. o fetiche por bondage, quando surgiu ou começou em cada um de vocês?

R:  O fetiche vem desde a adolescência dele época na qual teve contato com a internet e descobriu que não era a única pessoa no mundo que sentia atração pelos mais diferentes tipos de amarrações. No que tange a ela, veio conhecer o bondage através da convivência e foi se desenvolvendo e aprimorando com o tempo.

3. a quanto tempo estão juntos? desde o começo vocês praticavam bondage? ou foi uma evolução na relação?

R: Estamos juntos há 4 anos, desde os primeiros encontros que tivemos praticamos bondage, sempre ela amarrando ele.

4. quem amarra e quem é amarrado nesta relação?

R:  Noventa por cento das vezes quem amarra é ela, porém há um percentual das vezes em que ele a amarra.

5. para vocês bondage é uma preliminar para o sexo? ou acreditam em bondage como um fetiche próprio, onde o tesão principal está em ser ou ficar amarrado(a)?

R:  Não, na maioria das vezes o bondage vem após o sexo, ou de forma isolada (somente mumificação, amarração etc.)

6. alguém de vocês já gozou pelo simples fato de estar amarrado(a)?

R: Sim, o submisso sempre goza pelo “simples fato” de estar amarrado ou mumificado, muitas vezes nem é preciso que a domme toque-o.

7.  qual a cena de bondage que fizeram e mais gostaram?

R: Bom, cada cena é uma viagem ao ápice do prazer, é difícil escolher a melhor, mas posso destacar a primeira vez em que fui mumificado, foi com fita e aguentei 11 horas, com 6 ejaculações.

8.  qual a cena mais radical, intensa ou longa de bondage que vocês fizeram?

R: Mais radical: Ela amarrando ele no banco traseiro de um automóvel a noite estacionado em uma avenida movimentada. Mais longa e intensa:  A primeira mumificação, 11 horas.

9. qual a fantasia mais louca sobre bondage que gostariam de fazer?

R: Mumificação completa com gesso, o plano é ficar o máximo de tempo possível, porém demandará muito preparo físico e técnico na elaboração desta seção.

10.  vocês tem outros fetiches além de bondage que gostariam de compartilhar?

R: Nossas fantasias de certa forma sempre estão envolvidas com o bondage, hora amarrado, hora amordaçado, hora sendo deixado imobilizado, enfim a imaginação aliada ao erotismo desta prática é um leque infinito de possibilidades.

11.  como chegaram até o nosso blog? e qual sua temática preferida no blog? vocês tem um post preferido?

R: Ele descobriu o blog pesquisando sobre o tema e que veio a ajudar muito na construção do conhecimento sobre o assunto, em geral gostamos de todos os posts mas nossas preferências estão nos que tratam sobre mumificação.

12. o blog ajudou vocês de alguma forma  a viver seus fetiches?

R: Ajudou de forma significativa, muitas de nossas práticas tiveram como partida as postagens do blog.

13. vocês já leram algum relato ou conto do blog que acabaram replicando em casa?

R: Sim, através dos relatos tivemos muitas ideias colocadas em prática, como a de ficar mumificado em algum lugar sozinho ou a de ser castigado por ter gozado sem permissão da domme.

14. gostariam de pedir algum conteúdo especial para o blog?

R:  Seria no mínimo estranho se não solicitássemos mais conteúdos relacionados a mumificação.

15. por fim, alguma outra consideração que gostariam de deixar para os leitores do blog?

R:  Gostaríamos de deixar a mensagem de que tudo é possível no que tange aos mais variados fetiches, porém de que é preciso consciência, persistência, determinação, confiança e acima de tudo segurança para que a seção ocorra da forma mais prazerosa possível.

---------------------------------------------------------------------------------------

Obviamente, também pedi algumas fotos, eles tem várias fotos bacanas no seu perfil do Fetlife, cenas muito legais, olhem só:








Olhe estas abaixo que eles fizeram por último, realmente uma mumificação linda!


Estes são apenas alguns exemplos dessa linda prática.

---------------------------------------------------------------------------------------

A propósito, baseado em uma cena que eles postaram foto no fetlife, nós recriamos lá em casa, que foi "bondage no saco de dormir", olhem as fotos:







---------------------------------------------------------------------------------------

Obrigado mummycouple pela entrevista e pelas fotos!

quarta-feira, 31 de maio de 2017

Mr. T Scans e Outras Histórias sobre Bondage nos primórdios da Internet.

Em algum momento dos agora distantes anos 90 chegava ao Brasil a internet comercial, pela primeira vez os pobres mortais teriam acesso a rede mundial de computadores, mais precisamente no segundo semestre de 1995, eu com 19 anos a época, assinava um contrato, e mediante o pagamento de uma mensalidade que dava direito a 20 horas por mês, de conexão na grande rede, usando um computador 486DX4 100 com um modem 14.400bps.
Sim, além de bondagista eu era nerd, e apesar de nem saber o que significava "bondage" a época, me fascinava o conceito que a internet tinha de conectar você com o mundo.
Obviamente, em algum momento sozinho a frente do meu computador e excitado com pensamentos envolvendo BDSM, comecei a tentar buscar e ler mais sobre o assunto, foi quando achei um FAQ do grupo de discussão "Soc.subculture.bondage-bdsm" da Usenet, estava tudo em inglês, mas por conta própria, com uso de dicionário, traduzia palavra por palavra, para tentar entender tudo aqui... nele havia a seção 10 chamada "Why is bondage fun?" Ou "Por que bondage é divertido?"... Aquilo tudo foi uma descoberta fantástica... este FAQ ainda pode ser achado em vários lugares, como este aqui https://www.sexuality.org/l/bdsm/bdsmfaq.html...
Naquela época, a velocidade da internet era consideravelmente lenta até mesmo para carregar fotos, vídeos eram um sonho muito muito distante, impossível ver um vídeo pela internet...
A quantidade de websites a nível mundial era muito menor do que hoje, o google ainda não existia, buscadores eram tipo o Yahoo ou Cade que ainda usavam sistema de busca e acesso por diretórios... olha como era em 1997... https://web.archive.org/web/19970618221310/http://www.yahoo.com:80/Business_and_Economy/Companies/Sex/Specialty/BDSM/
Prosseguindo em minha jornada e já sabendo os termos em inglês, em algum momento consegui finalmente achar fotos de bondage, lembro que a primeira que achei era de um cara amarrado a um poste com muitas cordas, e ao lado uma dominadora... Tive uma ereção instantânea, era quase como perder a virgindade bondagística ver aquele mundo desvelado diante de meus olhos...
Mas tudo era difícil naquele tempo, boas fotos de bondage eram realmente raras e pagas e o primeiro website free que fez realmente sucesso com essa temática foi o saudoso "Mr. T's Scans", que postava 10 fotos novas a cada semana, de lindas modelos amarradas... mais tarde soubesse que o responsável pelo website escaneava revistas americadas como a "Bondage Life" e postava o material na internet, o que lhe rendeu inclusive um processo judicial...


Qualquer pessoa que gostasse de bondage e tivesse acesso à internet naquela época acompanhava esse website. O homem por trás disso se chamava Cory Thompson e mais tarde junto com Jim Weathers formaram um novo site com material próprio e pago chamado www.shortfuse.com, que durou apenas alguns poucos anos produzindo material de qualidade, até que em dezembro de 2003, Mr. T enfrentando problemas particulares veio a suicidar-se dando um triste fim a sua história.

Seu companheiro Jim Weathers fundou um website chamado Bondage Cafe https://www.bondagecafe.com/ que para mim é um dos mais fantásticos que existe até hoje.

É claro que sempre buscava novas leituras, fotos e cenas sobre meus fetiches, então em algum momento da jornada cheguei até uma foto que foi outra revelação incrível, era a foto de um homem totalmente mumificado com uma dominadora colocando o pé em sua boca... Era a combinação perfeita de dois grandes fetiches, mumificação e fetiche por pés. A cena ficou gravada em minha mente, até que muitos anos depois, encontrei um vídeo no xtube que tenho 99% de certeza refere-se aquela foto...


A qualidade do vídeo não é boa, pois provavelmente a fonte deve ser relativamente antiga, no entanto, é possível ver que o trabalho de mumificação foi muito bem feito.

E a pergunta que não quer calar, ao lado direito da porta, o que tem ali, não parece outro escravo mumificado? ou estou imaginando coisas?

No final, velhas e excitantes lembranças de um tempo que era bem mais difícil conseguir material de qualidade....

Alguém de vocês se identificou?

ass.: "p."

quarta-feira, 5 de abril de 2017

Memórias de mais um passeio pelo Deviant Art - deviantart.com

Se você acompanha o blog, sabe o quanto me fascino por desenhos e ilustrações de fetiches, e com relação a este tema, o website Deviant Art mantem-se fonte inesgotável de lindos trabalhos....

Em primeiro lugar temos Arrakis Art - Você pode visita-la (Sim é uma Mulher) aqui: http://arrakisart.deviantart.com/

Tradução: Eu gosto do meu homem como eu gosto do meu café. Preto e parado onde eu deixei ele.


Tradução: Isto é tudo para o seu próprio bem.


Tradução: E agora nós podemos falar sobre meus sentimentos...


Temos também zblabla (Mark) se bem lembro já postei coisas dele por aqui...
Você pode conhecer mais sobre o trabalho dele no link: http://zblabla.deviantart.com/


Tradução: Ir para o Pub com seus amigos?
Desculpe-me mas ele está um pouco enrolado neste momento.
Então ele não pode ir... Receio, que ele permanecerá em casa todo o fim de semana.




Por fim, temos o bom e velho Sardax, sempre ele, talvez o mais talentoso ilustrador sobre a temática fetiche e dominação feminina. http://www.sardax.com/






quarta-feira, 29 de março de 2017

Alguém interessado em comprar dispositivo de castidade?

Ola queridos seguidores de nosso humilde blog, primeiro já aviso que parei de pedir desculpa pela falta de postagens, pois senão, o blog vai ser basicamente só um amontoado de desculpas já que estou sempre atrasando as coisas...

Estamos bem, e bem atarefados, o que é praxe... infelizmente as tarefas não são ligadas aos fetiches tratados no blog, mas sim, de tempos em tempos nos tiramos a poeira dos equipamentos e "brincamos", mas desta vez fico devendo as fotos, tivemos uma falha técnica e perdemos as fotos...

Então, para variar comprei outro dispositivo de castidade que deve chegar nos próximos dias, este deve ser o quinto que eu compro...também notei que estou começando a acumular um número considerável de equipamentos de bondage, castidade e afins... Alguns que estão parados eu pensei em vender. Não havia falado disso antes pois não havia ainda pensado em um meio anônimo de fazer a venda, sem colocar meu nome real e endereço no meio, mas agora achei a solução. (Prezamos muuuuuuuito por privacidade e anonimato, então a unica forma de fazer a venda seria de uma forma anônima)

Bom, então, temos dois dispositivos de castidade, um de metal que você pode ver aqui nestas fotos http://casalbondage.blogspot.com/2016/01/bondage-castidade-forcada-e-pes.html o outro é um Birdlocked original (comprado via internet do fabricante na suiça) é o modelo Neo na cor Preta, exatamente como este da foto http://www.birdlocked.com/img/shop/neo_shop2.jpg que por algum azar do destino eu sou alérgico ao material.

Se alguém se interessar, favor deixar um comentário abaixo para conversarmos.

Ahhh sim, prometo que assim que chegar o novo dispositivo de castidade eu posto fotos no blog.

até breve,

ass.: "p".

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

Feliz Natal e Boa Virada de Ano!!!

Para variar, as coisas não saíram como o planejado no blog, minha culpa, digamos que recebi alguns castigos por isso, mas confesso, bem menos do que merecia...

Compramos novos equipamentos e acessórios, vou deixar algumas fotos de nossa diversão com eles:


 





Sim, sim, nesta última foto temos um dispositivo de castidade que dá choque....


quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Uma Tabela Periódica Peculiar....

Diretamente do Website UberKink, lhes apresento algo digamos, como posso chamar, seria a Tabela Periódica do BDSM?

Você consegue encontrar seus Kinks ali?



Dica: Clique na imagem para ampliar...

Fonte: http://www.uberkinky.co.uk/blog/2014/11/10/periodic-table-of-kink/

terça-feira, 31 de maio de 2016

Huntress - 2º Conto - Capítulo 2: REGRAS

Gustavo recobrou os sentidos ainda confuso. Estava no escuro, abriu seus os olhos tentando compreender a situação ao redor, mas nada pode ver além da escuridão, logo percebeu que estava amarrado em sua camisa de força, a sensação daquele abraço forçado era inconfundível, tentou se mexer e notou que seus tornozelos e joelhos também estavam imobilizados.
Passados mais alguns segundos e na medida que recobrava a plena consciência dos acontecimentos, percebeu que havia mais, ele também estava amordaçado, era possível identificar que alguém havia afivelado uma ballgag em sua boca, por entre os dentes havia uma grande bola de borracha, e parecia que fita adesiva havia sido também aplicada, pois não havia passagem de ar pela boca, sua respiração era toda realizada pelo nariz.
Por não mais do que 30 segundos Gustavo ficou no chão, apreensivo, relembrando dos fatos da noite anterior, de Sara sua mulher, também da enfermeira, do whisky, das palavras, e por fim de dormir. E então lentamente, ele começou a se contorcer lutando contra a imobilização em que estava, forçou os braços, tensionou as pernas, esperneou contra as amarradas, girou o corpo para ambos os lados, e a medida que os minutos foram se sucedendo, Gustavo foi colocando mais esforço na batalha, o calor de seu corpo aumentando, sua respiração era mais rápida e pesada, gotículas de suor escorriam de seu rosto, ele se contorcia com vigor na escuridão.
Em determinado momento ele parou, não tinha mais energias para continuar, estava ofegante, suado, esbaforido, e no entanto, sua imobilização restava intacta, então, em um último ato de resistência ele buscou empurrar a bola com sua língua tentando se desvencilhar daquela enorme mordaça que preenchia seus lábios e sua boca, mas este gesto também restou inócuo.
As sensações de frustração, vulnerabilidade e ansiedade tomaram seus pensamentos, e por instinto ele começou a pedir por ajuda:
- "MMPPHPPPHHMMMHM, MMMPPPPHHMHMH, MMMMMMPPPPPHHHH!"
Passaram-se alguns minutos e nada. Gustavo então aumentou a intensidade:
- "MMMMPHPHPHPHPPHPHPPHPHPHPPPHPHPHPHPHPHPHPHP!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!"
Silêncio.
A cada minuto que passava sem respostas, a ansiedade de Gustavo na escuridão se amplificava, assim como as lamúrias e pedidos de ajuda que ele gritava amordaçado.
- "MMMPHPPHPPHPHPHPMHMHMHPHPHPHPHP! MMHPPHPPHPMMPPPPHHHHHH!"
Mas nada aconteceu.
Gustavo então parou, seu coração estava palpitando devido a ansiedade, sua respiração era rápida, seu medo era real, estava abandonado, e assim, imóvel na escuridão ele permaneceu.
O silêncio foi quebrado pelo barulho de passos e o click de um interruptor que ligou a luz do local onde ele se encontrava.
Em princípio ele ficou cego pela súbita luminosidade, transcorridos alguns segundos, a medida que seus olhos se ambientavam, a visão de sua esposa Sara se materializou diante de seus olhos.
Sara calçava botas de couro pretas, vestia uma calça de lycra preta metalizada e uma blusa cinza chumbo que marcava seus seios, seu cabelo estava impecável e a maquiagem era elegante e sóbria.
Gustavo piscou os olhos algumas vezes como alguém que não acreditava naquela visão, Sara fechou a porta atrás de si mesma e caminhou até onde ele estava amarrado, deitado sobre um pano velho no chão de madeira.
Agora já era possível enxergar a sua volta e pelo estilo do local Gustavo percebeu que estava em algum tipo de sótão, tudo era de madeira, era possível ver o formato do telhado, as vigas e a pequena porta de madeira por onde Sara entrou, definitivamente aquela era uma pequena dispensa ou depósito, localizado no sótão de alguma casa antiga, não havia nada a sua volta além das paredes, do teto, do chão e uma pequena lâmpada pendurada por um fio que iluminava o recinto.
Sara parou de pé em frente a Gustavo, que com muita dificuldade conseguiu posicionar-se sentado, mesmo amarrado.
Com um sorriso nos lábios ela então quebrou o silêncio:
- Oi Amor! Então você realmente achou que eu não era capaz de conseguir fazer isso? Eu só precisava de um pouco de ajuda, e verdade seja dita, eu achei Huntress, a ajuda perfeita.
Ela prosseguiu:
- Saiba que não foi nada fácil conseguir encontrar ela, demorei quase 60 dias para conseguir um contato válido através da internet, para falar a verdade já achava que ela sequer existia, mas então um certo dia recebi uma resposta dela, conversarmos via telefone, e depois que contei nossa aposta ela ficou feliz em me ajudar a dar uma lição em você. Você lembra aquele projeto em São Paulo, quando viajei a trabalho no mês passado? Então lá eu pude conhece-la, e sair com ela para jantar, foram algumas noites de conversa.
Sara olhou nos olhos de seu marido e continuou:
- Ela é bem exigente sabe? Foi necessário convencê-la, e para isso, tivemos que sentar e literalmente negociar, digo, negociar você!!! Ela tem regras,  muitas regras...
Ela então acariciou a cabeça de Gustavo enquanto prosseguia a conversa:
- Basicamente ela só aceitou estar aqui se eu cede-se você por completo, isso significa que a decisão até de retirar essa mordaça, e você sabe, não gosto muito de mordaças, agora pertence a ela.
Gustavo grunhiu surpreso:
- MMMPPPPHHH?
Sara então continuou:
- Sim amor, ela foi enfática em dizer que durante o seu sequestro, nossos encontros sempre seriam assim, com você amordaçado, você sabe as regras....
Gustavo ficava a cada sentença mais apreensivo e confuso, afinal Sara estava falando em ceder ele, regras, não poder falar, que tipo de negociação era aquela?
Ela percebeu um pouco de dúvida nos olhos de Gustavo e falou:
- Esse é o meu presente para você Gustavo, depois de todos esses anos te amarrando, com você falando sobre essas suas fantasias, chegou a hora da realidade, e você sabe que eu não poderia fazer isso sozinha. E também eu queria muuuuuuuuuuuito ganhar a aposta, e se você assinou aquele papel, acho que estava buscando por isso ou é muito burrinho.
Um voz feminina vinda do outro lado da porta ecoou: "ACABOU O TEMPO!"

Sara então se agachou e ficou olhos nos olhos com seu marido, enquanto falava:
-Até amanhã Gustavo, só tenho permissão de falar com você 5 minutos por dia, são regras, você vai aprender mais sobre elas a partir de agora...Até mais!
Gustavo estremeceu com aquelas palavras e grunhiu algo ininteligível através da mordaça.
- MMPPPHPHHPHPHPHMM.
Sara então abriu a porta e saiu do recinto. Gustavo ainda pode ouvir parte da conversa antes da porta fechar.
- Você fez um trabalho incrível com aquela mordaça! Não entendi uma só palavra do que ele falava, realmente abafou tudo. "Voz de Sara"
-  Obrigada, mordaças são minha especialidade.... "Voz de Huntress"
"Click" A luz novamente se apagou.
Silêncio.
Ele então tentou gritar:
- MMMMHPPHPHPHPHMHMHMPHP, MMMPOPPPHHHHH,. MMMPPPHHHHHHHH!!!!
Nada aconteceu.
Silêncio.
Escuro.

CONTINUA...